Exibindo posts relacionados a: ataques ciberneticos

Gerenciamento de Vulnerabilidades: Fortalecendo a Segurança da Informação

A gestão de vulnerabilidades é um processo fundamental para garantir a segurança de sistemas de informação, redes, aplicativos e infraestrutura de TI. Ela para comprometer a integridade, confidencialidade ou disponibilidade dos sistemas. 


Como realizar a gestão de vulnerabilidades? 

Para iniciar a gestão de vulnerabilidades de maneira eficaz, as organizações devem começar por estabelecer uma inventariação completa dos seus ativos de TI. Isso inclui sistemas, aplicativos, dispositivos de rede e qualquer ativo relacionado à infraestrutura de tecnologia da informação.  

Uma vez que todos os ativos sejam identificados, é possível utilizar ferramentas de varredura de vulnerabilidades para realizar verificações regulares em busca de possíveis fraquezas.  

Além disso, é fundamental manter-se atualizado com os boletins de segurança e informações dos fornecedores para estar ciente das vulnerabilidades conhecidas e das atualizações de segurança disponíveis para os sistemas e aplicativos em uso. 

A colaboração entre equipes de segurança cibernética e equipes operacionais de TI é essencial para o sucesso da gestão de vulnerabilidades. As equipes de segurança devem trabalhar em estreita colaboração com os administradores de sistemas e aplicativos para garantir que as medidas corretivas sejam implementadas de maneira eficaz e que os patches de segurança sejam aplicados de forma oportuna.  

É importante manter registros detalhados de todas as atividades relacionadas à gestão de vulnerabilidades, incluindo as ações tomadas, datas de implementação de correções e resultados de testes de validação. Esse registro é valioso para auditorias de segurança e para demonstrar o compromisso contínuo da organização com a segurança cibernética. 

A gestão de vulnerabilidades eficiente envolve métodos que são necessários para a realização dessa gestão. Confira abaixo, 7 passos que envolvem a gestão de vulnerabilidades.   

1  - Identificação de Vulnerabilidades 

Utilização de ferramentas de varredura de vulnerabilidades e scanners de segurança para identificar possíveis fraquezas em sistemas, aplicativos e redes.  Acompanhamento de boletins de segurança e informações de fornecedores para estar ciente das vulnerabilidades conhecidas. 

2 - Avaliação de Riscos 

Avaliação da gravidade e do impacto potencial das vulnerabilidades identificadas. Classificação das vulnerabilidades com base na sua criticidade. 

3 - Priorização 

Definição de prioridades para tratar as vulnerabilidades com base na sua gravidade, impacto e contexto operacional.  Concentração de recursos nas vulnerabilidades mais críticas. 

4 - Tratamento de Vulnerabilidades 

Desenvolvimento e implementação de medidas corretivas para mitigar ou eliminar as vulnerabilidades. Isolamento de sistemas afetados, aplicação de patches, atualização de software, reconfiguração de redes e outros procedimentos de segurança. 

5 - Teste e Validação 

Teste das correções para garantir que elas não causem problemas adicionais e que as vulnerabilidades foram efetivamente eliminadas. Testes de penetração para verificar a eficácia das correções. 

6 -Monitoramento Contínuo 

Estabelecimento de monitoramento contínuo para detectar novas vulnerabilidades e garantir que as correções permaneçam eficazes.  Atualização regular de sistemas e aplicativos para manter a segurança. 

7 - Comunicação 

Comunicação eficaz com as partes interessadas internas e externas, incluindo relatórios de status de vulnerabilidades e ações corretivas tomadas. Divulgação responsável de vulnerabilidades a fornecedores e organizações relevantes. 

Proteja seu negócio no mundo digital  

A gestão de vulnerabilidades é uma parte essencial da cibersegurança e ajuda a reduzir o risco de ataques cibernéticos. É um processo contínuo e em evolução, pois novas vulnerabilidades estão sempre surgindo e ameaças cibernéticas estão em constante evolução. É crucial que as organizações implementem uma abordagem proativa para a gestão de vulnerabilidades como parte de sua estratégia geral de segurança da informação. 

 Com a constante evolução das ameaças cibernéticas e a descoberta regular de novas vulnerabilidades, as organizações devem adotar uma abordagem proativa e em constante adaptação para manter seus sistemas e dados seguros. Isso significa que a gestão de vulnerabilidades não é apenas uma tarefa pontual, mas um processo contínuo e estratégico que requer recursos dedicados e expertise especializada. 

Na Wiser Tecnologia, entendemos a complexidade e a urgência da gestão de vulnerabilidades. Nossa equipe de especialistas em segurança cibernética está pronta para ajudar sua organização a identificar, avaliar, priorizar e tratar vulnerabilidades de forma eficaz. Oferecemos soluções abrangentes e personalizadas para proteger seus ativos de TI e garantir a integridade, confidencialidade e disponibilidade de seus sistemas.  

Não espere até que seja tarde demais. Entre em contato conosco hoje mesmo para fortalecer sua segurança cibernética e proteger seu negócio contra as ameaças em constante evolução do mundo digital.  

Por: Jony do Vale VER MAIS
Cibersegurança: Ataques virtuais mais comuns e como evitá-los
No mundo digital atual, a cibersegurança é uma preocupação crescente para empresas de todos os tamanhos e setores. À medida que a tecnologia avança, os ataques virtuais se tornam cada vez mais sofisticados e prejudiciais. 
O Brasil é um dos países do G20 com o progresso mais lento e desigual durante a criação de um bom ambiente de defesa cibernética. O país ocupa a 18ª posição geral, atrás de economias emergentes como o México e a Índia, e apenas à frente da Turquia e da Indonésia. 
É importante destacar que a segurança cibernética é necessária em todas as empresas e por isso que empresas devem estar atentas para evitar ataques virtuais. Qualquer arquivo de procedência duvidosa ou site e e-mail infeccioso podem prejudicar processos, dados e os seus clientes. 
Ataques virtuais podem afetar sua empresa fazendo com que ocorram instabilidades e lentidão nas operações, perda de clientes, problemas de conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), além do aumento de custos dependendo do tipo de ataque que a organização sofrer. 
Dentre os ataques virtuais mais comuns, destacamos o phishing, malware, DDoS, ransomware e ataques de engenharia social. A seguir, leia sobre eles e saiba como evitá-los. 

 5 ataques virtuais mais comuns

1. Phishing

O phishing é uma forma de ataque virtual em que os criminosos se passam por marcas e serviços confiáveis, clonando páginas e sites verdadeiros para enganar as vítimas e fazer com que elas forneçam informações confidenciais, como senhas e dados bancários. Criminosos criam uma página semelhante à original ou escrevem um e-mail ou mensagens de origem, aparentemente, segura, para enganar os usuários. 
Como evitar: Para evitar cair em armadilhas de phishing, a equipe deve ser educada sobre os sinais de um e-mail suspeito. A empresa pode optar também por implementar filtros antispam robustos e soluções de segurança avançadas fornecidas pela Wiser Tecnologia.

2. Malware

O malware é todo e qualquer tipo de software malicioso projetado para danificar ou obter acesso não autorizado a sistemas e redes. Criminosos o utilizam para extrair dados financeiros, registros médicos e e-mails com senhas que podem ser utilizadas das vítimas para ganhos financeiros. Os ataques de malware podem causar danos significativos às empresas, resultando em perda de dados, interrupção operacional e roubo de informações confidenciais. 
Como evitar: Para se proteger contra malwares, é crucial ter um software antivírus atualizado e sistemas de segurança confiáveis. A empresa precisa investir em soluções de cibersegurança eficientes e atualizadas para ajudar sua empresa a se manter protegida.

3. Ataques de negação de serviço (DDoS)

Ataque DDoS é um tipo de ataque cibernético em que objetivo do criminoso é tornar o dispositivo indisponível para o usuário que o utiliza. Eles sobrecarregam o servidor, rede ou serviço online, tornando-os inacessíveis para usuários legítimos. Esses ataques são frequentemente realizados por meio do uso de uma grande quantidade de tráfego de rede falso; o tráfego normal, logo, não pode ser processado, devido à sobrecarga,  o que resulta na negação de serviço para usuários adicionais. 
Como evitar: Para se proteger contra ataques DDoS, a organização deve implementar medidas de segurança, como firewalls, filtros de tráfego e serviços de mitigação de DDoS. É importante investir em soluções de cibersegurança, como as que são fornecidas pela Wiser Tecnologia, que podem detectar e bloquear esses ataques em tempo real.

4. Ransomware

O ransomware é um tipo de malware de extorsão, que criptografa arquivos e sistemas, bloqueando o acesso e exigindo um resgate para restaurar o acesso aos dados. Os ataques de ransomware podem ser devastadores para as empresas, causando perda de produtividade, custos financeiros e danos à reputação. 
Como evitar: Para prevenir ataques de ransomware, é fundamental ter um plano de backup regular e atualizado, além de soluções avançadas de segurança de dados. A empresa pode ainda optar por realizar verificações de vulnerabilidade e criar um atenção especial voltada para sites e anexos de e-mails fraudulentos. 

5. Ataques de engenharia social

Os ataques de engenharia social tem como principal característica a manipulação psicológica das pessoas para obter acesso não autorizado a informações confidenciais ou sistemas. Os criminosos utilizam estratégias com base na interação humana, com o objetivo de enganar e iludir os usuários que desrespeitam as regras de segurança. Eles exploram a confiança das vítimas por meio de técnicas como phishing telefônico, falsas atualizações de software e obtenção de informações por meio de redes sociais. 
Como evitar: Para se proteger contra esses ataques, é fundamental investir em treinamento de conscientização de segurança para funcionários e implementar políticas rigorosas de proteção de dados. Fale conosco e saiba como podemos te ajudar nesse tópico. 

Evite ataques vituais

Evitar ataques cibernéticos e deixar sua empresa segura pode não ser uma ação desafiadora se você escolher o parceiro certo para seguir com isso. A prevenção de ataques cibernéticos preserva a privacidade, mantém a integridade dos dados e evita consequências financeiras e emocionais devastadoras, como o roubo de identidade e a perda de informações valiosas. Proteger-se contra essas ameaças é uma responsabilidade organizacional. Para evitar ataques cibernéticos, sugerimos que 
  • Eduque, conscientize e treine sua equipe para promover mais cibersegurança
  • Mantenha todos os softwares e sistemas atualizados
  • Faça backup regularmente
  • Use senhas fortes e exclusivas
  • Use antivírus confiáveis 
  • Utilize firewalls, DLP e outros. 
A segurança cibernética é um esforço contínuo e exige uma abordagem em camadas, envolvendo não apenas a conscientização da equipe e a proteção dos sistemas, mas também a implementação de políticas de segurança eficazes e o monitoramento proativo de ameaças. A cibersegurança é um aspecto crucial para qualquer empresa que busca proteger seus dados, sistemas e reputação. Com os ataques virtuais se tornando cada vez mais sofisticados, é essencial tomar medidas proativas para evitar essas ameaças. 
A Wiser Tecnologia oferece uma ampla gama de serviços tecnológicos voltados para a cibersegurança. Proteja sua empresa dos ataques virtuais mais comuns com um parceiro tecnológico completo. 
Entre em contato conosco hoje mesmo para conhecer nossos serviços e fortalecer a cibersegurança de sua empresa!
 
Por: Jony do Vale VER MAIS
WhatsApp Wiser Telegram Wiser