Exibindo post do mês de: SETEMBRO-2023

Gerenciamento de Vulnerabilidades: Fortalecendo a Segurança da Informação

A gestão de vulnerabilidades é um processo fundamental para garantir a segurança de sistemas de informação, redes, aplicativos e infraestrutura de TI. Ela para comprometer a integridade, confidencialidade ou disponibilidade dos sistemas. 


Como realizar a gestão de vulnerabilidades? 

Para iniciar a gestão de vulnerabilidades de maneira eficaz, as organizações devem começar por estabelecer uma inventariação completa dos seus ativos de TI. Isso inclui sistemas, aplicativos, dispositivos de rede e qualquer ativo relacionado à infraestrutura de tecnologia da informação.  

Uma vez que todos os ativos sejam identificados, é possível utilizar ferramentas de varredura de vulnerabilidades para realizar verificações regulares em busca de possíveis fraquezas.  

Além disso, é fundamental manter-se atualizado com os boletins de segurança e informações dos fornecedores para estar ciente das vulnerabilidades conhecidas e das atualizações de segurança disponíveis para os sistemas e aplicativos em uso. 

A colaboração entre equipes de segurança cibernética e equipes operacionais de TI é essencial para o sucesso da gestão de vulnerabilidades. As equipes de segurança devem trabalhar em estreita colaboração com os administradores de sistemas e aplicativos para garantir que as medidas corretivas sejam implementadas de maneira eficaz e que os patches de segurança sejam aplicados de forma oportuna.  

É importante manter registros detalhados de todas as atividades relacionadas à gestão de vulnerabilidades, incluindo as ações tomadas, datas de implementação de correções e resultados de testes de validação. Esse registro é valioso para auditorias de segurança e para demonstrar o compromisso contínuo da organização com a segurança cibernética. 

A gestão de vulnerabilidades eficiente envolve métodos que são necessários para a realização dessa gestão. Confira abaixo, 7 passos que envolvem a gestão de vulnerabilidades.   

1  - Identificação de Vulnerabilidades 

Utilização de ferramentas de varredura de vulnerabilidades e scanners de segurança para identificar possíveis fraquezas em sistemas, aplicativos e redes.  Acompanhamento de boletins de segurança e informações de fornecedores para estar ciente das vulnerabilidades conhecidas. 

2 - Avaliação de Riscos 

Avaliação da gravidade e do impacto potencial das vulnerabilidades identificadas. Classificação das vulnerabilidades com base na sua criticidade. 

3 - Priorização 

Definição de prioridades para tratar as vulnerabilidades com base na sua gravidade, impacto e contexto operacional.  Concentração de recursos nas vulnerabilidades mais críticas. 

4 - Tratamento de Vulnerabilidades 

Desenvolvimento e implementação de medidas corretivas para mitigar ou eliminar as vulnerabilidades. Isolamento de sistemas afetados, aplicação de patches, atualização de software, reconfiguração de redes e outros procedimentos de segurança. 

5 - Teste e Validação 

Teste das correções para garantir que elas não causem problemas adicionais e que as vulnerabilidades foram efetivamente eliminadas. Testes de penetração para verificar a eficácia das correções. 

6 -Monitoramento Contínuo 

Estabelecimento de monitoramento contínuo para detectar novas vulnerabilidades e garantir que as correções permaneçam eficazes.  Atualização regular de sistemas e aplicativos para manter a segurança. 

7 - Comunicação 

Comunicação eficaz com as partes interessadas internas e externas, incluindo relatórios de status de vulnerabilidades e ações corretivas tomadas. Divulgação responsável de vulnerabilidades a fornecedores e organizações relevantes. 

Proteja seu negócio no mundo digital  

A gestão de vulnerabilidades é uma parte essencial da cibersegurança e ajuda a reduzir o risco de ataques cibernéticos. É um processo contínuo e em evolução, pois novas vulnerabilidades estão sempre surgindo e ameaças cibernéticas estão em constante evolução. É crucial que as organizações implementem uma abordagem proativa para a gestão de vulnerabilidades como parte de sua estratégia geral de segurança da informação. 

 Com a constante evolução das ameaças cibernéticas e a descoberta regular de novas vulnerabilidades, as organizações devem adotar uma abordagem proativa e em constante adaptação para manter seus sistemas e dados seguros. Isso significa que a gestão de vulnerabilidades não é apenas uma tarefa pontual, mas um processo contínuo e estratégico que requer recursos dedicados e expertise especializada. 

Na Wiser Tecnologia, entendemos a complexidade e a urgência da gestão de vulnerabilidades. Nossa equipe de especialistas em segurança cibernética está pronta para ajudar sua organização a identificar, avaliar, priorizar e tratar vulnerabilidades de forma eficaz. Oferecemos soluções abrangentes e personalizadas para proteger seus ativos de TI e garantir a integridade, confidencialidade e disponibilidade de seus sistemas.  

Não espere até que seja tarde demais. Entre em contato conosco hoje mesmo para fortalecer sua segurança cibernética e proteger seu negócio contra as ameaças em constante evolução do mundo digital.  

Por: Jony do Vale VER MAIS
O Poder da Tecnologia Omnichannel no Atendimento ao Cliente

Em uma era em que os clientes esperam interações convenientes e contínuas, as empresas devem adotar a tecnologia omnichannel para gerir eficazmente as suas operações de serviço. A tecnologia Omnichannel representa uma abordagem holística para o envolvimento do cliente, onde as empresas integram vários canais de comunicação em um sistema unificado. Esses canais abrangem uma ampla variedade, incluindo, entre outros, WhatsApp, Webchat, Facebook Messenger, Instagram, Telegram, Microsoft Teams, E-mail e SMS.

Experiência Aprimorada do Cliente

A tecnologia Omnichannel coloca o cliente no centro da experiência de serviço. Os clientes podem escolher o canal de comunicação de sua preferência, seja uma mensagem rápida no WhatsApp, uma consulta por e-mail ou uma conversa nas redes sociais. Essa flexibilidade leva a uma maior satisfação do cliente, pois se alinha às suas preferências de comunicação.

Consistência Entre Canais

Um dos principais benefícios da tecnologia omnichannel é a capacidade de fornecer um serviço consistente, independentemente do canal escolhido. Os clientes recebem o mesmo nível de profissionalismo, informação e suporte, criando uma imagem de marca coesa.

Eficiência e Operações Simplificadas

O gerenciamento de vários canais por meio de uma plataforma unificada simplifica as operações de serviço. Os agentes podem lidar com consultas com mais eficiência, reduzindo os tempos de resposta e a carga de trabalho. Essa eficiência se traduz em economia de custos e melhor desempenho operacional.

Insights Baseados em Dados

As plataformas omnichannel capturam uma grande quantidade de dados das interações com os clientes. Esses dados podem ser aproveitados para análises, ajudando as empresas a entender o comportamento, as preferências e os pontos fracos do cliente. Esses insights informam a tomada de decisões estratégicas e levam a estratégias de serviço mais eficazes.

Flexibilidade e Adaptabilidade

A tecnologia Omnichannel permite que as empresas se adaptem às mudanças nas necessidades dos clientes e nas tendências do mercado. Ele permite que as empresas adicionem ou modifiquem canais de comunicação conforme necessário, garantindo que permaneçam ágeis e receptivos em um ambiente de negócios dinâmico.

Escalabilidade

À medida que as empresas crescem, aumenta também a demanda por atendimento ao cliente. A tecnologia Omnichannel é dimensionada perfeitamente para acomodar maiores volumes de interação sem comprometer a qualidade do serviço. Quer uma empresa atenda centenas ou milhares de clientes, o sistema permanece robusto e eficiente.

Vantagem Competitiva

Em um cenário competitivo, oferecer serviços omnicanal diferencia as empresas. Demonstra o compromisso de atender os clientes onde eles estão e superar suas expectativas. Essa vantagem pode levar ao aumento da fidelidade do cliente e da participação no mercado.

 

Plataforma Omnichannel Wiser Channel

A plataforma Omnichannel Wiser Channel leva o gerenciamento de serviços para o próximo nível. Um recurso de destaque é a capacidade de unificar todos os agentes em um único número do WhatsApp. Essa consolidação simplifica a coordenação dos agentes e garante que os clientes recebam um serviço consistente, independentemente do agente com quem interagem. Isso elimina a necessidade de os clientes fazerem malabarismos com vários números de contato ou canais.


O recurso de unificação do Wiser Channel agiliza as operações e reduz a complexidade. Os agentes podem colaborar de forma eficaz e os clientes experimentam um serviço mais coerente e confiável. Essa abordagem também simplifica o rastreamento e a geração de relatórios, tornando mais fácil para as empresas analisar e melhorar o desempenho de seus serviços.

Diversos Canais Online

Wiser Channel oferece um conjunto abrangente de canais online em uma única plataforma. Do WhatsApp ao Facebook Messenger, Instagram, comentários do Facebook, Telegram, Microsoft Teams, e-mail e SMS, as empresas têm a flexibilidade de envolver os clientes através dos seus canais preferidos. Esta flexibilidade acomoda as diversas preferências de comunicação dos consumidores modernos.

As diversas opções de canais fornecidas pelo Wiser Channel permitem que as empresas alcancem um público mais amplo. Essa amplitude de cobertura aumenta as chances de se conectar com os clientes de forma eficaz. Além disso, ao centralizar estes canais, as empresas podem gerir eficientemente as interações e manter uma imagem de marca consistente.

Aproveitando a Inteligência Artificial (IA)

O Wiser Channel incorpora inteligência artificial (IA) para automatizar e aprimorar a experiência de atendimento ao cliente. Os recursos de IA são empregados para lidar com consultas de rotina, fornecer respostas instantâneas e encaminhar consultas para os agentes apropriados. Essa combinação de automação e toque humano permite que as empresas ampliem suas operações de serviços, preservando a personalização.

A automação orientada por IA aumenta a eficiência, reduzindo os tempos de resposta e a carga de trabalho dos agentes humanos. Isso leva a uma resolução mais rápida de problemas e maior satisfação do cliente. Os recursos de IA do Wiser Channel também permitem que as empresas obtenham insights valiosos a partir da análise de dados, informando decisões estratégicas.

Mobilidade com o APP Wiser Channel

Em uma era de trabalho remoto e acessibilidade móvel, o APP Wiser Channel capacita as empresas a atender clientes de qualquer lugar com conexão à Internet. Estejam os agentes no escritório ou em trânsito, eles podem fornecer um serviço contínuo, mantendo o mesmo nível de qualidade e capacidade de resposta.

A mobilidade oferecida pelo APP Wiser Channel aumenta a flexibilidade e disponibilidade do agente. Ele garante que os clientes recebam suporte oportuno, mesmo durante horários de trabalho fora do padrão ou enquanto os agentes estão em trânsito. Essa adaptabilidade é vital para atender às demandas do cliente moderno.

Gestão Abrangente da Comunicação

O Wiser Channel facilita o gerenciamento da comunicação registrando todas as interações de serviço. Esse recurso garante que as empresas tenham um histórico completo de atendimento online para cada cliente, independente do canal ou usuário. Esses registros abrangentes são inestimáveis para rastrear consultas de clientes, resolver problemas e manter um alto nível de qualidade de serviço.


 

Registrar e arquivar interações de serviços ajuda as empresas a manter a responsabilidade e a transparência. Permite um acompanhamento eficaz, rastreamento das preferências do cliente e referência histórica para resolução de problemas recorrentes. Esses dados históricos são um ativo valioso para melhoria contínua.

Concluindo

O poder da tecnologia Omnichannel na gestão de serviços reside na sua capacidade de proporcionar uma experiência superior ao cliente, agilizar as operações, fornecer informações valiosas sobre dados e adaptar-se às exigências em constante mudança da era digital. As empresas que adotam esta tecnologia posicionam-se para o sucesso num mundo centrado no cliente.

O gerenciamento de serviços com tecnologia omnichannel, exemplificado pela plataforma Wiser Channel, revoluciona o atendimento ao cliente ao oferecer uma abordagem unificada, diversificada e aprimorada por IA. Suas vantagens incluem maior satisfação do cliente, operações simplificadas, maior escalabilidade e capacidade de adaptação à dinâmica em constante mudança da era digital. Ao adotar tecnologia omnichannel como o Wiser Channel, as empresas podem ficar à frente da concorrência e atender às altas expectativas dos consumidores atuais.

Por: Stênio Oliveira VER MAIS
A Sinergia entre Business Intelligence e Inteligência Artificial: Transformando Dados em Insights Poderosos
No mundo empresarial moderno, dados são considerados o novo petróleo. Empresas que sabem como coletar, analisar e utilizar dados de forma eficaz têm uma vantagem competitiva significativa. Duas tecnologias que desempenham um papel crucial nesse processo são o Business Intelligence (BI) e a Inteligência Artificial (IA).
Neste artigo, exploraremos a relação entre essas duas disciplinas e como elas podem trabalhar juntas para impulsionar o sucesso empresarial.

Business Intelligence: Uma geral

O BI envolve a coleta e análise de dados históricos para fornecer insights acionáveis aos tomadores de decisão. Tradicionalmente, o BI se concentra em relatórios e painéis que resumem informações de negócios. Ele é valioso para monitorar o desempenho, identificar tendências e tomar decisões baseadas em dados.

Inteligência Artificial: Capacitando a transformação de dados

A IA, por outro lado, é uma disciplina que permite que os sistemas aprendam com dados e tomem decisões independentes. Ela inclui técnicas como aprendizado de máquina (ML), processamento de linguagem natural (PLN) e visão computacional. A IA permite a automação de tarefas complexas, a previsão de tendências futuras e a personalização de experiências para os clientes.

A Integração de BI e IA

A sinergia entre BI e IA está se tornando cada vez mais evidente. Aqui estão algumas maneiras pelas quais essas duas disciplinas podem trabalhar juntas:
Análise Preditiva: A IA pode ser usada para aprimorar a capacidade do BI de prever tendências futuras com base em dados históricos. Isso é especialmente valioso para previsões de demanda, planejamento de produção e gerenciamento de estoque.
Personalização de Relatórios: A IA pode ajudar a personalizar relatórios de BI com base nas preferências do usuário, entregando informações relevantes de maneira mais eficaz. Atualmente ferramentas como Power BI e Tableau já disponibilizam em seus sistemas a possibilidade do usuário fazer perguntas sobre seus dados, onde a ferramenta interpreta e gera visualizações de acordo com a dúvida apresentada.
Detecção de Anomalias: A IA pode identificar automaticamente anomalias nos dados, alertando os usuários sobre problemas potenciais, o que pode ser uma parte crítica da análise de BI.
Processamento de Linguagem Natural: A IA pode ser usada para analisar dados não estruturados, como feedback de clientes em redes sociais, incorporando essas informações nos relatórios de BI.

Cases importantes da sinergia entre BI e IA

Amazon: Aperfeiçoando recomendações com IA

A Amazon é um dos melhores exemplos de como a integração de Business Intelligence e Inteligência Artificial pode impulsionar os negócios. A empresa utiliza IA em sua plataforma para analisar o histórico de compras e comportamentos de navegação de seus clientes. Com base nesses dados, a Amazon gera recomendações personalizadas de produtos para cada usuário. A IA é capaz de identificar padrões de compra, preferências individuais e até mesmo tendências emergentes.
Por meio do aprendizado de máquina, a Amazon aprimora continuamente suas recomendações, aumentando a probabilidade de que os clientes comprem produtos sugeridos. Isso resulta em uma experiência de compra mais agradável e aumenta as taxas de conversão, contribuindo significativamente para os lucros da empresa.

Netflix: Personalização de conteúdo para uma audiência global

A Netflix é outro exemplo notável de como a IA e o BI se combinam para oferecer uma experiência altamente personalizada aos clientes. A empresa coleta dados sobre os hábitos de visualização de seus assinantes, incluindo os filmes e séries assistidos, as classificações dadas e o tempo gasto em cada conteúdo. Com esses dados em mãos, a Netflix utiliza algoritmos de IA para criar recomendações altamente precisas.
A IA da Netflix analisa esses dados para entender o que os usuários gostam e o que é relevante para eles. Ela é capaz de prever com precisão quais títulos os assinantes provavelmente assistiram a seguir. Isso não apenas melhora a satisfação do cliente, mas também mantém os usuários envolvidos e retidos na plataforma, resultando em uma base de assinantes mais sólida.

Desafios e Considerações Éticas

Embora a integração de BI e IA tenha inúmeras vantagens, também apresenta desafios, como a privacidade dos dados e questões éticas.
A IA depende de grandes conjuntos de dados para aprender e melhorar suas habilidades. Empresas e organizações coletam uma quantidade significativa de dados pessoais, o que levanta preocupações sobre a privacidade e a necessidade de consentimento dos indivíduos.
Além das preocupações legais, há desafios éticos envolvidos na utilização da IA, como a responsabilidade de garantir que a tecnologia não seja usada de maneira discriminatória ou injusta.

Conclusão

A combinação de Business Intelligence e Inteligência Artificial oferece um potencial significativo para empresas que desejam tomar decisões baseadas em dados e permanecer competitivas no mercado. À medida que essas tecnologias continuam a evoluir, a colaboração entre BI e IA se tornará cada vez mais essencial para o sucesso empresarial no século XXI.
Por: Eduardo Viana VER MAIS
Desenvolvimento, manutenção e suporte de código-fonte para sistemas legados e não legados

No mundo acelerado da tecnologia, as empresas muitas vezes gerenciam. Navegar pelo desenvolvimento, manutenção e suporte do código-fonte para esses sistemas é um desafio multifacetado que carrega seu próprio conjunto de complexidades e vantagens.


Desenvolvimento de Sistemas Legados

Desenvolver código-fonte para sistemas legados pode ser semelhante a trabalhar em uma escavação arqueológica digital. Esses sistemas geralmente dependem de tecnologias, linguagens e estruturas desatualizadas.

Um desafio significativo reside na ausência de documentação abrangente, exigindo que os desenvolvedores façam engenharia reversa do código existente para compreender sua funcionalidade.

No entanto, manter e aprimorar sistemas legados pode ser rentável no longo prazo, preservando funções críticas para os negócios e mitigando as altas despesas de reescrita do zero.

Desenvolvimento de Sistemas Não Legados

Por outro lado, os sistemas não legados têm à sua disposição o luxo das tecnologias modernas. Os desenvolvedores podem aproveitar as linguagens de programação, estruturas e ferramentas mais recentes.

Esses sistemas normalmente vêm com código-fonte bem documentado e comunidades de desenvolvedores vibrantes, facilitando um processo de desenvolvimento mais simplificado.

A capacidade de dimensionar, adaptar e integrar sistemas não legados com outros  proporciona flexibilidade incomparável. Os benefícios incluem acompanhar os avanços tecnológicos, ciclos rápidos de desenvolvimento e aquisição mais fácil de talentos.

Desafios de manutenção para sistemas legados

Os sistemas legados apresentam um conjunto único de desafios de manutenção.

Freqüentemente, eles suportam o peso de dívidas técnicas, dependências desatualizadas e vulnerabilidades de segurança ocultas que exigem cuidado contínuo.

Encontrar desenvolvedores bem versados em tecnologias mais antigas pode ser uma tarefa hercúlea, podendo levar a lacunas de conhecimento.

Além disso, os sistemas legados podem encontrar problemas de conformidade e segurança que exigem recursos substanciais para atualizações e patches. No entanto, uma manutenção eficaz pode prolongar a sua vida útil e proteger dados e processos inestimáveis.

Desafios de manutenção para sistemas não legados

Os não legados não estão imunes aos desafios de manutenção.

Esses sistemas necessitam de atualizações e patches contínuos para enfrentar as crescentes ameaças à segurança e manter a compatibilidade com as novas tecnologias.

Mudanças rápidas no cenário tecnológico podem levar à obsolescência, exigindo esforços contínuos para manter o sistema atualizado.

Mesmo os sistemas não legados podem acumular dívida técnica se não forem geridos meticulosamente.

No entanto, a manutenção proativa garante que estes sistemas permaneçam seguros, eficientes e alinhados com a evolução dos requisitos empresariais.

Suporte a sistemas legados

Os sistemas legados geralmente dependem de hardware e software antigos que exigem suporte e manutenção especializados. Estabelecer contratos de suporte de longo prazo com fornecedores ou reter conhecimentos internos é vital para resolver problemas prontamente.

Fornecer suporte dedicado para sistemas legados é crucial para evitar interrupções nos negócios e manter a conformidade com as regulamentações.

Os benefícios do suporte a sistemas legados incluem a preservação de dados e processos históricos, garantindo a continuidade dos negócios mesmo com o avanço da tecnologia.

Suporte a sistemas não legados

Por outro lado, os sistemas não legados normalmente contam com suporte prontamente disponível do fornecedor, incluindo atualizações e patches regulares. Isso permite que as equipes internas se concentrem na inovação e no desenvolvimento de recursos, em vez de lidar com extensas tarefas de suporte.

Sistemas não legados bem mantidos são menos suscetíveis a tempos de inatividade e violações de segurança, garantindo operações comerciais tranquilas.

As vantagens de oferecer suporte a sistemas não legados incluem permanecer à frente dos concorrentes, adaptar-se mais rapidamente às mudanças do mercado e melhorar a satisfação do cliente.

Concluindo

No complexo domínio do desenvolvimento e manutenção de software, tanto os sistemas legados como os não legados têm suas funções e desafios únicos.

O desenvolvimento, a manutenção e o suporte ao código-fonte desses sistemas exigem abordagens e conhecimentos diferentes.

Os sistemas legados exigem esforços de preservação e modernização para garantir a sua longevidade e conformidade. Os sistemas não legados oferecem agilidade e o poder das tecnologias de ponta.

A gestão eficaz de ambos os tipos garante um cenário tecnológico equilibrado e adaptável, permitindo que as empresas prosperem num mundo digital em rápida evolução.

Por: Stênio Oliveira VER MAIS
WhatsApp Wiser Telegram Wiser